Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Proaes/Ufra lança projeto Ativa Mente

Publicado: Sexta, 13 de Setembro de 2019, 17h35 | Última atualização em Sexta, 13 de Setembro de 2019, 17h54 | Acessos: 82

Com objetivo de desenvolver habilidades cognitivas e interpessoais dos discentes, a Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra) realizou, na ultima quarta-feira (11), o lançamento do projeto “Ativa Mente”. A programação ocorreu no Pavilhão de Salas de Aula do campus Belém e foi transmitida por videoconferência para os campi de Parauapebas e Capitão Poço. O projeto foi desenvolvido pelas Pró-Reitorias de Assuntos Estudantis (PROAES) e Ensino (PROEN), com o apoio da Pró-Reitoria de Extensão (PROEX).

Na solenidade de abertura estiveram presentes a Reitora em exercício da Ufra, Profa. Ruth Falesi, o Pró-Reitor de Extensão, Prof. Eduardo Lima, e a Pró-Reitora de Assuntos Estudantis, Profa. Iris Lettiere.

Na ocasião, a professora Ruth falou sobre a importância do programa para a Universidade, uma vez que o objetivo primordial é a redução da taxa de evasão. “Esse projeto pretende fazer a identificação dos problemas daqueles alunos que estão ingressando na universidade”, disse. A professora ressaltou, no entanto, a atuação do projeto junto aos alunos que já estão cursando, que também serão beneficiados, juntamente com outros programas que a Universidade dispõe, visando aumentar a taxa de sucesso na graduação.

A Pró-Reitora de Assuntos Estudantis, Profa. Iris Lettiere, comentou sobre a idealização do projeto. “Observando essa questão das boas práticas, idealizamos esse projeto, que não é somente para Belém, mas sim multicampi, para mostrar que estamos atentos a todos os nossos estudantes, trabalhando a questão holística, não só do aprendizado, mas também da formação cidadã”. A Pró-Reitora falou, ainda, do fortalecimento da PROAES através da atuação do Núcleo de Educação e Diversidade na Amazônia (NEDAM) e do Núcleo Amazônico de Acessibilidade, Inclusão e Tecnologia (Acessar). Íris destacou a importância dos alunos buscarem por auxílio junto à instituição, que possui profissionais capacitados para tal, perante as dificuldades e problemas, como ansiedade, depressão, entre outros. “Trabalhar em prol do desenvolvimento dos nossos estudantes, que vão atuar levando o nome da Universidade, e mostrar, de fato, que nós estamos preocupados com a nossa semente do amanhã”, afirmou.

Para o Pró-Reitor de Extensão, Prof. Eduardo Lima, o programa é fundamental para a Instituição. “Nós temos que trabalhar em parceria e é isso que as pró-reitorias acadêmicas estão fazendo. A gente acredita que a extensão universitária é uma forte e importante ferramenta a ser utilizada a favor do estudante, na sua formação, estimulando-o a levar aquilo que ele aprende, da Universidade para a sociedade”, finalizou.

A programação teve inicio pela manhã e contou com palestra das professoras Tatiane Pacheco, da Ufra, e Ana Patrícia Fernandez, do Instituto Federal do Pará (IFPA), com o tema ”O sentimento de pertencimento do aluno de graduação na IES: reflexões sobre valores e perspectivas”. A tarde foi realizada a oficina "Organização e técnicas criativas de estudo", com a facilitadora Djanira Leal, com o objetivo de ajudar os alunos na organização de uma rotina de estudo, diagnosticando a melhor técnica, de acordo com cada perfil acadêmico. A programação foi encerrada com um momento cultural, com atrações musicais, apresentadas por jovens cantores da Instituição.

 

Texto: ASCOM

registrado em:
Fim do conteúdo da página